Porque FIIs?

FII: Fundos de Investimentos Imobiliários
Brasil não é Estados Unidos. Gosto do Buffett e da sua ideia de investimentos de holding eterno, mas sou desconfiado de que as empresas brasileiras sejam incapazes de gerar lucros continuamente durante o longo prazo. De fato, tenho bons motivos para ser cético.

O que vejo como mais promissor nessa terra, são os imóveis. Não porque são especiais, mas porque são mais fáceis de serem administrados. Entre fundos de investimentos e imóveis, escolho os primeiros. Eles são isentos de imposto de renda, o valor mínimo para investir é menor, possuem menor risco de desvalorização, a gestão é feita por profissionais (me deixando livre de dores de cabeça), possui maior liquidez (facilidade para vender) e por último, mas não menos importante, tem seu risco diluído (refiro-me ao risco de desvalorização e deterioração, já que um fundo pode ser formado por mais de um empreendimento). Para escolher, gosto de pensar que estou escolhendo um apartamento para alugar para mim ou para algum burguês da minha família e por isso precisam ter algumas especificações:
  • tem que ser bem localizado
  • tem que estar barato
  • tem que impressionar as pessoas que olham
  • tem que dar um bom retorno
  • ter uma boa gestão
  • estar abaixo do valor patrimonial
  • ser alugado para bons inquilinos

Wall Street (1987)
Eu comecei meus estudos assistindo documentários sobre a crise de 2008 e já tirei de cara os fundos de papel. Pra mim o retorno oferecido por eles está absurdamente baixo, aqui tem um post do nosso colega Pensamentos Financeiros onde ele trás a tona este assunto também. Eu sugiro fortemente que pensem algumas vezes antes de comprar FIIs de papel, os riscos são altíssimos e os retornos comuns. Também não vejo com bons olhos FIIs que tem data para expirar, gosto daqueles que sejam uma fonte de renda eterna. Uma boa ideia é diversificar os fundos, investindo em imóveis de diferentes áreas com diferentes propostas. Principalmente aqueles que sejam capazes de segurar longos períodos de crise, afinal estamos no Brasil, dentre as opções atuais temos:
  • Agências
  • Comerciais
  • Escritórios
  • Fundos de Fundos
  • Hotel
  • Hospital
  • Indústria
  • Logístico
  • Papel
  • Residencial
  • Shopping
  • Universidade
O momento ideal para comprar FIIs é em épocas de juros altos, é nesse momento que os burgueses brasileiros precisam colocar seu dinheiro neles. Digo isso porque os outros produtos financeiros baseados nas taxas de juros competem diretamente com eles, e isso gera uma redução no seu preço. Quando o tempo passa vemos os preços se reajustando, e os aluguéis tendem a se manter. Pagando um retorno relativamente alto pelo preço pago. Falarei mais sobre a compra de FIIs na atual conjuntura econômica no próximo post.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

Comentários

  1. Muito bom,
    Pretendo inclui-los na minha carteira, mas ainda não tive tempo para estudar sobre eles, e não gosto de investir sem estudar bem. Se puder de dicas dos materiais que vc estudou para desenvolver seus conhecimentos.
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Quero estrear nos FIIs para ter uma "obrigação" de aportar em algo. Nunca paguei prestações na vida e quero construir uma carteira de FIIs com o propósito de ter onde investir o excedente do mês.

    ResponderExcluir
  3. Oi B.I.

    Estou aprendendo sobre FIIs e montando minha carteira. Esse post veio na hora certa. Já estou ansioso pelos seus próximos posts.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Bom post BI,

    No aguardo da sequência sobre FII's!

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela citação!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá, parabéns pelo site!
    Também me interesso por investimentos, principalmente sobre fundos imobiliários. Por isso criei um site para falar sobre fundos imobiliários, se puder dar uma passada nele depois!

    https://palafiita.wordpress.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como Arrumar Ombros Protusos?