Adquiri Um Kindle


Semana passada comprei um Kindle. Clássica compra por um impulso. Felizmente, sinto agora que foi uma boa decisão. Haviam vários modelos, mas acabei pegando o mais simples, que é chamado apenas de Kindle (ou Kindle 8ª geração).

Devem fazer mais de dois meses que minha televisão quebrou, e pra ser sincero, ela não tem feito falta alguma. Assisto o que me indicam pelo computador e não perco tempo vendo coisas desnecessárias, além de não me estressar ouvindo o Guga Chacra. A chegada do e-reader veio no momento certo, vou tentar substituir aquele hábito tóxico de gado por um bom período de leitura.

Quase comprei a versão Paperwhite (R$180,00 mais cara), que tinha luz LED embutida e quase o dobro de resolução (300ppi vs 167ppi). Talvez até compensasse, ainda mais se diluir o preço pelas horas de uso, mas particularmente na hora eu não estava disposto a pagar 60.2% a mais pra ter luzinha ou um pouco mais de resolução sem nenhuma melhoria de hardware/software.

Li diversos relatos de pessoas que desenvolveram bons hábitos de leitura depois de adquirir e-readers. Ainda estou meio cético, mas pode ser promissor. Preciso de mais horas de uso para ter certeza. Neste exato momento estou tentando descobrir se dá para ler blogs nele. Caso alguém tenha e saiba me dizer, por favor deixe nos comentários.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

Comentários

  1. Só uso leitores digitais agora, até pela minha casa ser pequena, se um livro entra o outro tem que sair!
    Eu tenho um Kindle Fire, é um tablet "safadinho", mas por 50 dólares cumpre bem o papel. Tive um tablet Sony que quebrou em 1,5 anos. Já esse Kindle Fire tá com 2 anos firme e forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi ele pra vender, mas alguns reviews disseram que ele é mais tablet do que e-reader. De fato, em 2 anos de uso diario, com certeza já se pagou... ótimo custo x beneficio

      Excluir
  2. Os e-readers são uma boa alternativa, quando a questão espaço e mobilidade, vem à tona, porém, eu não gosto pelo simples fato, de gostar de ter o livro físico, de poder folheá-lo, sentir a textura das páginas, o relevo de algumas capas, o cheiro, etc.

    Outro ponto que é crucial para mim é a questão da liberdade e individualidade. Se você ler o contrato do Kindle, verá que você não é o dono do livro. Ele apenas está disponível para você, em um eterno empréstimo. A Amazon, pode a qualquer momento, sem sua permissão, excluir um livro, etc., coisa que já ocorreu antes.

    Outro detalhe importante, é que como você não tem a posse, você não pode dar o livro, não pode doar, não pode emprestar, não pode deixar de herança.

    Gosto do meu individualismo e da minha liberdade, e poder de escolha. Por isso não sou adepto dos leitores digitais.

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, to gostando de usar ele, mas já percebi que vai ser impossível abrir mão de ter alguns clássicos em sua versão física.
      Eu já tinha lido sobre essas politicas da Amazon mas não sabia que tinha acontecido de terem excluído algum livro. Ótimo comentário Anon!

      Eu comprei Kindle mais pensando em viajar, estou com alguns planos em mente, e a ideia de ter uma biblioteca (ou loja de livros) dentro desse gadget fininho cai muito bem. Vai ser dificil encontrar os livros que eu quero em português/inglês dependendo do lugar.

      Grande abraçoo!

      Excluir
  3. Televisão na minha casa só serve pra três coisas: Ligar o PS4 pra ver Netflix, fazer barulho enquanto lavo a louça às vezes, por coincidência de ligar no mesmo horário, ver os testes de DNA do programa do Ratinho pra observar a miséria humana e a humilhação uahauhauauauh!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porra, Tirano, cara, a postagem é sobre kindle e você vem comentar como utiliza a televisão? Você pode até dizer que o burguês mencionou a tv na postagem, mas o tema central do post é o kindle.
      Puta que pariu, comente sobre o tema, não sobre o que você faz.
      Se vai acrescentar alguma coisa sobre funcionalidades/utilidades do kindle, beleza, agora, escrever sobre o programa do ratinho, não tem nem o que falar, acho que você nem sabe o que é um leitor de livros digitais.
      Aprenda a interpretar um texto.
      Aqui é um blog de desenvolvimento pessoal, é um nível mais elevado, não venha escrever as asneiras que você está acostumado a postar lá no blog do PD, isso não acrescenta em nada por aqui.

      Excluir
    2. Essa tentativa do anônimo em ser um troll leão de xácara foi uma das coisas mais toscas e tristes que já li pela finansfera.

      Excluir
    3. 20:51 - o "anônimo troll" é o próprio tirano comentando deslogado, ele foi desmascarado lá no outro blog, agora vem causar tumulto por aqui.

      Excluir
    4. 20:51 = Tirano deslogado.

      Chácara se escreve com ch e não com x, aprenda a escrever corretamente, a perfeita utilização gramatical é de suma importância no desenvolvimento do homem.

      Excluir
  4. Eu uso o Kindle app no meu smartphone.

    Não vejo muita vantagem em usar tablets e e-readers com a capacidade dos atuais smartphones.

    Mas isso é uma escolha minha, que bom que você está gostando Burguês.

    ResponderExcluir
  5. Tenho um também e ele é fenomenal!!

    Depois procura o site lelivros que vc consegue muitos livros no formato para baixar de graça, e ou copiar o arquivo para o dispositivo (nunca fiz isso) ou enviar para um e-mail específico (vc consegue ver qual pelo site da Amazon).

    Em relação aos blogs até seria possível se usassem RSS.

    Utilizo o programa "calibre" para ficar os livros que baixei e por ele é do colocar os sites para enviar o RSS para o Kindle

    Abraço,
    Cauchy Investidor

    ResponderExcluir
  6. Kindle tem muitas restrições e, quando fui comprar meu primeiro e-reader, optei por um Kobo. Após 3 anos de uso (comprei já usado) ele ainda me atende muito bem e já li mais de 200 obras nele. E-readers são muito bons, um dos poucos gadgets que realmente vale a pena ter.

    As vantagens principais são portabilidade, bateria de longa duração e acesso a centenas de obras no mesmo aparelho. Porém, não substitui todos os tipos de livros. Há obras que não indispensáveis de se ter em formato físico.

    Não recomendo e-readers para:
    - Ler livros com mais de 250 páginas.
    - Livros com gráficos, ilustrações ou diagramação pouco convencional.
    - Livros de estudo que você deseja sublinhar, fazer consultas, anotações.

    E-readers são bons para:
    - Ler obras com menos de 250 páginas.
    - Ler lançamentos que você pode conseguir de graça na internet.
    - Ler livros raros quando se encontram digitalizados.
    - Ler em qualquer lugar sem precisar levar livros.
    - Ler muita coisa sem precisar gastar.
    - Conferir se o livro é bom antes de comprá-lo, se for o caso.
    - Não jogar dinheiro fora com livros ruins que você se arrepende depois.

    Meu aparelho já é bastante defasado, mas ainda me atende super bem e não pretendo trocá-lo. Quando ele deixar de me atender pretendo comprar o último laçamento Kobo que estiver em catálogo. Vale a pena demais ter um e-reader.

    ResponderExcluir
  7. Eu já tenho kindle faz 4 anos e o considero como uma das melhores compras em relação custo-benefício que já fiz. Entre os específicos e-readers, eu recomendaria com certeza o Paperwhite.

    Um problema que me atrapalhava muito ao ler um livro físico não era saber o significado de determinado termo(sendo ele complexo ou até qualquer palavra que não estivesse no meu vocabulário em um livro em inglês). No paperwhite você só clica em cima da palavra e automaticamente gera pesquisa no dicionário embutido e na wikipédia. Acho que com isso é mais fácil pegar a ideia de um livro que é mais complexo de uma maneira mais completa e não ficar com o pensamento meio jogado por aí.
    Não sei se as outras versões tem esse mecanismo.

    Os livros específicos para kindle são muito bons: leves e é possível alterar o tamanho e tipo de fonte, além de poder ajustar o espaçamento entre as linhas.

    Como estudava para concurso, o kindle foi de uma ajuda imensa no preparo, porque eu só colocava os documentos em pdf no aparelho e os lia em cada brecha que dava no dia (trabalhava de dia e estudava a noite) e não precisava ficar levando trambolho de livros e apostilas(além de não precisar imprimí-las) por aí.

    O que também foi um ponto positivo, pode ser um ponto negativo: os livros não específicos para kindle - como os de formato PDF - não podem ser ajustados no e-reader, assim, às vezes ficam umas letrinhas bem pequenas quando vai ler um arquivo.

    ResponderExcluir
  8. Tenho o mesmo Kindle desde 2011 ou 2012.

    Ele é mais fácil de segurar do que um livro normal, e tão fácil de ler quanto um livro de papel.

    O meu é a primeira versão touchscreen lançada pela Amazon. Ele é de 2011 e não é nada diferente dessa versão aí que você comprou. Essa versão "basicona" do Kindle não evoluiu nada nos últimos anos, mas isso não é necessariamente um problema, pois ela é muito boa e dura anos.

    Paperwhite seria bom para mim. Várias vezes tô lendo o Kindle e acabo dormindo, aí acordo no meio da madrugada por causa da luz do quarto ligada. Se eu tivesse o Kindle Paperwhite, esse problema se resolveria, pois daria pra ler com luz do quarto desligada. Só que o meu Kindle atual tá em perfeito estado de conservação e funcionamento, então não sinto necessidade de comprar um novo.

    A diferença entre o Kindle basicão e o Paperwhite é tela iluminada, apenas. Qualquer outra vantagem que a Amazon diga que tem entre um e outro é exagero que não faz diferença alguma na vida de ninguém.

    Já economizei fortuna em livros que deixei de comprar porque li no Kindle. Acho que essa economia só se deu pois baixo os livros "de graça" (se é que você me entende).

    Acho que se você depender de livros comprados na Kindle Store, a economia não vai ser tão grande assim, e talvez valha mais a pena você comprar livros de verdade, lê-los e revendê-los na OLX do que ficar pagando por pixel.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compreendo perfeitamente!
      Eu to usando kindle unlimited por enquanto, mas acho que logo seguirei o caminho que você escolheu também meu caro!
      To achando ótimo kindle cara, agora, com certeza hoje eu teria pego o kindle paperwhite...

      grande abraçoo!

      Excluir
  9. Existe uma extensão do Chrome (Send to Kindle) que permite vc enviar textos de qualquer site (blogs inclusive) para ele. Sinceramente, a não ser que o texto seja muito grande, acho que não vale a pena (o Kindle não foi feito pensando nisso...). Mas é questão de gosto pessoal.

    ResponderExcluir
  10. Que coincidência, meu kindle chegou no mesmo dia dessa postagem! hehehe. Minha principal motivação pra comprar foi o acervo gratuito de ebooks disponíveis na internet, não falo de pirataria, mas de livros gratuitos mesmo. Os clássicos da literatura brasileira que eu queria ler estão todos disponíveis por terem caído em domínio público. Uma coisa que descobri com ele é que você pode enviar ebooks pro seu kindle por e-mail, caso você não saiba quando você vincula sua conta da amazon com o kindle, você ganha um endereço @kindle.com e enviando um email com um ebook no formato .mobi nos anexos, ele vai automaticamente pro seu dispositivo! Achei bem prático, mas você só vai conseguir enviar a partir do seu email principal que está com o qual você fez o cadastro na amazon.

    Tem também aquela assinatura da amazon de R$20,00/mês pra ter acesso à biblioteca deles, mas por enquanto não pretendo nem testar, se eu ver que estou lendo muito, aí talvez valha a pena.

    Outro atrativo pra mim foi o fato de que os livros de astronomia que me interessam também são muito mais baratos nas suas versões digitais. Como por exemplo os do stephen hawking que em alguns casos suas versões americanas tem uma diferença de quase metade do preço entre versão física e digital.

    Também comprei o kindle mais básico, não vi necessidade real do paperwhite, apesar de ter ficado tentado a pegar um. Pagar mais 200,00 pra ter iluminação não faz muito sentido, pelo menos não no meu caso.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Roger da Cidadezinha

Os 10 Mandamentos Dos Burgueses Altamente Eficazes

Mayfair Park Residences