Perguntas ao Roger da Cidadezinha


Alguns meses atrás, Roger da Cidadezinha, em uma volta triunfal para o bem dos burgueses que consideram viver este estilo de vida, se ofereceu para responder algumas dúvidas. Peço desculpas pela demora, aqui estão elas:

INTELECTUAL

- Quais as habilidades mais importantes para se viver na sua Vila sob o Campo?

- Quais são seus hobbies prediletos na Vila sob o Campo?

- Você se interessa por sobrevivencialismo?

- Qual seu filme predileto?

- Qual seu quadro ou autor do meio artístico predileto?

- Qual sua música ou álbum predileto?

FINANCEIRO

- O meu assunto predileto, sem dúvidas alguma, é LIQUIDEZ. Algum tempo atrás eu estava ouvindo uma música caiçara brasileira da banda Charlie Brown Jr. onde na letra constava "nunca subestime o local / ele se diverte bem mais". Acredito que a frase sintetize a essência da vida na Cidadezinha. Você desenvolve contatos, conquista poder político, influência, amigos leais e exerce seu territorialismo escolhendo fazer o bem para toda a comunidade. É honrável. Contudo, se mudar para uma cidadezinha não acaba enrijecendo seus movimentos? Se por um lado na cidade grande você não é ninguém, creio que também existe beleza em ser Low-Profile. Qual sua posição sobre isso?

- Qual é a melhor opção para viver na cidadezinha? Vale a pena comprar um terreno legal e construir uma bela chácara na sua Vila sob o Campo? Seria melhor uma casa no centro? Ela deveria ser alugada ou comprada?

- Em alguns dos seus vídeos, você abordou o tema "investimento em gado de corte". Falando sobre essa área, gostaria de perguntar: o que você acha sobre Dry-aged?
Aqui na Espanha se utiliza muito tal técnica para fazer o jamon (porco), eles deixam a peça, coberta de sal, em uma sala aberta com temperatura ambiente, com o tempo a carne adquire um sabor superior enquanto envelhece. Daí o nome Dry Aged (envelhecimento à seco). Algumas peças, com tratamentos especiais são extremamente valiosas, como é o caso do jamon pata negra.
Também é interessante ver que restaurantes frequentados pela elite de Nova York estão cobrando $3.200 dólares por um belo cote de boeuf. Então está é minha pergunta: vale a pena para os burgueses de bem com acesso às mais belas cidadezinhas investirem diretamente em peças de carne limpa, pura, sem agrotóxicos, antibiótico ou vacinas com o intuito de que elas envelheçam e valorizem com o tempo?
O verdadeiro "buy and hold" da Cidadezinha.

- Certa vez você falou sobre técnicas de concurso que aprendeu com outros concursados que foram inteligentes em seu preparo. Foi certamente uma prova da sua humildade. Eu gostaria de ouvir um pouco sobre isso e que você dissesse qual é sua preferida e porque. Não tenho o intuito de usar como atalho, mas sim de aprimorar meus estudos e acredito que muitos dos meus leitores e dos seus ouvintes também se interessariam por este tema.

- Qual sua opinião sobre Bitcoin e criptomoedas?

SOCIAL

- [Pobre Jumento] A vida feudal não tá mais difícil? com a rede social, cada dia mais a donzela do feudo atinge o alfa da metrópole facilmente.

- De fato, considero a pergunta do Pobre Jumento bem importante, e eu gostaria de saber: você percebeu alguma mudança no comportamento das mulheres nos últimos anos? E as pessoas de maneira geral? Estão mais antenadas/conectadas? As cidadezinhas, como Vila Feudal, podem acabar?

- O burgo-maquiavelismo, vastamente abordado, neste humilde blog ajudaria na vida dentro da cidadezinha?

- É importante se vestir bem na Cidadezinha?

FÍSICO

- Você foi uma pessoa que a partir do alfismo mental, conquistou o alfismo financeiro e social, sendo a maior de suas fraquezas o betismo físico. Eu gostaria de perguntar, se pudesse trazer uma mensagem para o seu eu 20 anos atrás, o que você diria?

Roger, termino por aqui as perguntas, sinta-se livre para desconsiderar aquelas que julgar impróprias. Eu agradeço profundamente por ter nos dado essa liberdade e por se propor dedicar seu tempo feudal a esta atividade. Obrigado meu caro. Fique com Deus.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

Comentários

  1. Só na espera pela resposta do Roger, vai ser epico kkk

    Me surpreendi com a pergunta sobre sobrevivencialismo, sera interessante ver a resposta dele.

    ResponderExcluir
  2. Essas histórias do Roger desde seu blog nada mais são que masturbação mental..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Acho que da mais para se levar na questão do Humor do que na Realidade em sí. Por exemplo eu rachei com essa parte aqui : - "[Pobre Jumento] A vida feudal não tá mais difícil? com a rede social, cada dia mais a donzela do feudo atinge o alfa da metrópole facilmente. " KKKKKKKK

      Excluir
    2. O Roger parece que teve uma vida de rejeição e humilhação na cidade grande, então ele é bem observador quanto a essas coisas.

      Excluir
  3. Onde o Roger se manifestou disposto a responder os questionamentos?
    Em tempo, para mim o blog dele não passava de fanfics.

    ResponderExcluir
  4. na boa burgues, sua trajetória é muito mais enriquecedora que a do Roger

    esse papo de ser senhor feudal em um rincão tupiniquim é cheia de romantismo, pois deve ser um saco morar em uma cidade pequena cheia de fofoqueiros controladores da vida alheia, tendo como consolação a churrascada no final de semana com os amigos bêbados e o rolé com uma novinha analfabeta rural

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem falado. Só quem morou ou mora em cidade realmente pequena sabe do que você está falando.
      Essa descrição é bem realista, em cidades muito pequenas as pessoas tem em média ainda menos vida própria que em cidades maiores.

      Excluir
    2. Você está certo Scant.

      Eu morei um tempo em uma cidade no interior, mas por muito pouco tempo e constantemente voltava pra São Paulo, então não conheço muito bem. Admito que tenho bastante interesse no assunto, mas obrigado pela crítica construtiva, voltarei a falar dos temas em que eu possa know how.

      Ainda assim, quando o Roger responder eu volto a publicar o vídeo de resposta.

      Valeu meu caro,

      Bons ganhos e um grande abraçoo!

      Excluir
    3. A questão é se você for low-profile, e se sentir bem com isso, então não critico.

      Excluir
  5. Eu moro em cidade bem pequena (menos de 10k habitantes e no Sul do Brasil), nos relatos do Roger existia verdades sim, porém algumas coisas não são bem por aí.

    É triste que aqui na Blogosfera existe uma idealização da vida nas pequenas cidades do Brasil, ainda mais do Sul do Brasil, pessoal precisa parar de romantizar o interior, tudo bem, vários relatos e expectativas tem fundamento porém a maioria está sobrevalorizando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é uma idealização apenas da blogsfera, pelo youtube tem um monte de gente idealizando as mesmas besteiras.
      Gente achando que vai encontrar um reino encantado e na minha opinião a maioria das opiniões e descrições sobre vida no interior são pura fantasia.
      E também moro em cidade com menos de 10k.

      Excluir
    2. morei em uma cidade de 15k por 6 meses
      voltei feliz para o subúrbio do rj, que é um lixo mais desenvolvido

      Excluir
  6. Fala Burguês! Nem tenho certeza se o Roger é o Roger kkkkk... Mas esperemos pela resposta! Um abraço!

    ResponderExcluir
  7. Burguês, faz um post sobre sites e apps para conversação em idiomas. Se puder, entrar em contato por email.

    ResponderExcluir
  8. Meu nobre Burguês, não comentei antes com receio de cometer um equivoco, porém acho necessário fazer uma ressalva sobre esse retorno do suposto Roger.

    Alguma coisa nos vídeos dele me incomodavam no começo, talvez faltando a originalidade nas descrições dele, quase sempre se referindo a termos da REAL, sendo que o Roger do blog tinha algo de autêntico.

    Quero apenas colocar uma incoerência que encontrei num vídeo dele, onde ele fala da sociedade com o MC em 07:40:

    https://www.youtube.com/watch?v=uqBn0HeS8Bw

    Ele diz que a sociedade que fez foi com o amigo dele MC, porém nos textos do Blog temos as seguintes descrições:

    Meu camarada, o já conhecido de vocês "MC" teve um ataque de profunda tristeza, humilhação e total angústia devido ao fato de estar afundado na matrix e a desigualdade e frieza social a que estão submetidos os betas. O MC perdeu seu emprego, onde ganhava mais ou menos uns 750 reais. Com essa irrisória quantia mensal é óbvio que ele não tem nada guardado e tinha em sua carteira uns 18 reais apenas. Isso mesmo, ele tinha uns 18 reais para passar o mês e os demais dias enquanto não arruma outro emprego ou um bico.

    E quando ele fala do inicio dos investimentos no gado de corte descreve:

    Um amigo daqui que tem muitas terras me convidou para fazer uma parceria na criação de gado de corte. Eu entraria com 50% de todo e qualquer capital investido e ele com a mesma porcentagem. Mas na hora de dividir os lucros seria 60% pra ele e 40% pra mim, visto que as terras são dele. Achei interessante a proposta e estou propenso a aceitá-la. Pensamos em comprar inicialmente 400 cabeças de gado (bezerros logo após o desmame) e começarmos a tocar o investimento.

    Dessa forma faço a seguinte indagação.
    Como alguém que ganhava 750 reais, estava demitido, chorando por uma gorda, entra em sociedade com 50% do capital investido em 200 cabeças de gado e ainda tem terras para criar todos esses animais?

    Apesar de citar no vídeo a sociedade e a divisão. Ela diverge na descrição do blog. Posso estar errado, mas achei estranho.

    O diabo mora nos detalhes.

    Referências:

    http://www.blogdoburgues.com/2016/06/roger-da-cidadezinha.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como Arrumar Ombros Protusos?