Abrindo Conta Bancária Na Estônia (E-Residency)


Depois de adquirir sua residência eletrônica estoniana e abrir sua offshore, você possivelmente precisará de uma conta bancária. Não preciso dizer que a ideia de todo este projeto de digitalização é cortar gastos e burocracia, por isso precisamos que os serviços financeiros sejam intuitivos, seguros, acessíveis e forneçam as ferramentas necessárias para o sucesso de nossos negócios digitais.

De maneira geral, temos três opções para gerenciar as finanças da empresa:
  • Abrir conta em fintechs
  • Abrir conta em um banco estoniano
  • Abrir conta em um banco estrangeiro

Abrir conta em fintechs

Antes de tudo, é preciso avaliar se uma conta bancária é algo realmente necessário ou se será apenas mais uma ferramenta que trará baixo retorno. Muitos negócios digitais funcionarão perfeitamente bem apenas usando Paypal e TransferWise(startup estoniana). De fato, estima-se que cerca de 50% das empresas abertas pelo programa de e-residency usem somente fintechs para mexer com suas finanças. Embora tecnicamente sejam bancos estrangeiros, entram nessa categoria também bancos digitais como Revolut e Holvi. O Revolut é sem dúvida um dos melhores serviços bancários digitais da atualidade, mas infelizmente só aceitam residentes da UE. Holvi, por outro lado, aceita e-residents. Inclusive tem uma opção de conta especial para este grupo, e sequer necessita de viagem, todo o processo pode ser feito pela internet, além de possuirem taxas bem competitivas. No meu caso a conta básica que eles oferecem já seria mais que suficiente.

Taxas dos serviços bancários da fintech Holvi

Abrir conta em um banco estoniano

Encontrei apenas duas opções Swedbank e LHV Bank. Aconteça o que acontecer, não confiem no Swedbank. Já houve diversos casos de contas que foram fechadas e eles parecem não dar a mínima para os e-residents. Isso nos deixa apenas com a opção do LHV Bank, que recebe boas recomendações e possui boas taxas. O principal problema de se abrir uma conta neste banco é a necessidade de viajar até lá para executar este processo, e ainda correr o risco de ter a conta negada. Para evitar isso, muitos e-residents usam serviços como o Leapin.

Taxas dos serviços bancários do LHV Bank

Abrir conta em um banco estrangeiro

Supostamente você pode abrir conta em qualquer lugar, mas admito que não pesquisei muito a respeito e acho que isso não seria tão pratica ou conveniente. A ideia é ao meu ver é facilitar, e as melhores opções disponíveis me parecem ser as duas primeiras.

As opções de serviços financeiros para e-residents podem parecer limitadas, mas acredito que logo se multiplicarão bastante, já que boa parte das fintechs nasceram recentemente (o que indica que o mercado está em processo de amadurecimento). Mesmo assim, ao meu ver, as soluções hoje disponíveis são mais que suficientes para suprir as necessidades da maior parte dos negócios digitais e certamente são o que esperamos: intuitivas, seguras, acessíveis e funcionais.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

Comentários

  1. Seria possível abrir uma conta exterior receber por exemplo adsence lá fora e emitir um cartão de credito para usar como se fosse um estrangeiro no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a ideia dos artigos que tenho publicado sobre a estonia. Você pode abrir uma empresa lá e usar para receber os rendimentos do adsense e reinvesti-los antes de pagar qualquer taxa de ir. Respondendo: pode sim meu caro!

      Excluir
  2. Tem o Leupay, o Viver de Dividendos já publicou um post sobre ele !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente contribuição, obrigado pela indicação Stifler.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Como Arrumar Ombros Protusos?

Ingratidão Humana